Logo Universidade Proteção

Central de informações

(51) 2131.0430
(11) 2424.8444

De segunda a sexta-feira, das 08:30 às 17:30

Cursos para trabalhadores [Combo] Higiene Ocupacional – Agentes Químicos + Virando a Chave do PPRA para o GRO – Uma Visão da Higiene Ocupacional

[Combo] Higiene Ocupacional – Agentes Químicos + Virando a Chave do PPRA para o GRO – Uma Visão da Higiene Ocupacional

Por Marcos Domingos e Osny Ferreira de Camargo

+10% de desconto para assinantes da Revista Proteção e Emergência

2 treinamentos

14 módulos

% Desconto de 20%

Sobre o curso

Higiene Ocupacional – Agentes Químicos - Marcos Domingos
OBJETIVOS
Expor as recentes alterações das NR 01 e NR 09 que tratam de gestão de risco, debater formas de criar um "inventário de risco" e de aplicação na avaliação qualitativa da exposição ocupacionais aos agentes químicos. Além disso, será feita uma revisão dos conceitos dos limites de tolerância, metodologias, procedimentos aplicados à avaliação qualitativa (APR-HO) e quantificação das concentrações de aerodispersóides, gases e vapores. Espera-se que ao concluir o curso, o aluno possa elaborar um plano de prevenção com interpretação dos dados obtidos e implantação de medidas de controle.

MÓDULO APR – HO
TEMAS PRINCIPAIS
O que é Higiene Ocupacional
Estatísticas de Doenças Ocupacionais
Conceito de Risco e Perigo
Gestão de Riscos
Inventário de “Riscos” (agentes ambientais)
Análise (abordagem) dos Ambientes de Trabalho
GSE (GHE) – Grupo Similar de Exposição
Matriz de Risco
Estimativa Preliminar de Riscos
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Definições e Conceitos
Dados de adoecimento
Estrutura de Programas de Gestão
Avaliação Qualitativa dos Agentes Ambientais
Estratégia de Amostragem – AIHA
Estimativa Qualitativa de Concentrações
Efeitos à Saúde

MÓDULO Limites de Exposição Ocupacional
TEMAS PRINCIPAIS
Origem e definições
Princípio de Toxicologia
Agências de Estudos dos LEO
TLV da ACGIH
Tipos de TLV
Limites de Tolerância da NR 15
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
História, definições técnicas e legais.
Conceito de dose-resposta
Organizações governamentais e técnicas
TLV-TWA, TLV-STEL, TLV-C, TLV-MISTURA
NR 15 – LT-MPT, LT-Valor Teto, LT – Valor Máximo

MÓDULO Legislação, Fundamentos da avaliação de agentes químicos
TEMAS PRINCIPAIS
NR 15 – Anexos 11 e 12
Princípios de fisiologia e anatomia do sistema respiratório
Particulados Inaláveis, Torácicos e Respiráveis
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Aspectos obsoletos do Anexo 11 depois de 42 anos de existência. Selecionadores de partículas.

MÓDULO Metodologias de Avaliação Ambiental
TEMAS PRINCIPAIS
Métodos NIOSH
Laboratórios Acreditados
Calibração de bombas de amostragem
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Definir dos tempos de amostragem
Interpretação dos relatórios de ensaios químicos
Planilha de campo

MÓDULO Interpretação de Resultados de Avaliação
TEMAS PRINCIPAIS
Interpretação dos dados de laboratório.
Estatística aplicada em higiene ocupacional
Exemplos de análises de resultados
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
O que é importante no relatório de ensaio químico
Planilha da AIHA de tratamento estatístico
Médias, Intervalos de Confiança, Desvio Padrão etc.

PÚBLICO ALVO
Profissionais da área de segurança e saúde no trabalho (engenheiros e técnicos de segurança do trabalho, médicos e enfermeiros do trabalho

* Tempo total de videoaula: 8h18m32s.
Recomendamos que reserve em média 2 horas para a leitura da apostila.
Caso deseje rever algum módulo, não se preocupe. Ao concluir o último módulo do curso e gerar o certificado, você terá mais 7 dias corridos com todos os módulos liberados.

Virando a Chave do PPRA para o GRO – Uma Visão da Higiene Ocupacional - Osny Ferreira de Camargo
Conteúdo Programático
Todo o Programa foi desenvolvido com base nas mudanças que estão ocorrendo na NR-9, NR-15, introdução dos textos das NHOs e outros requisitos técnicos como anexos nessas duas normas, e o documento que trata da Gestão de Riscos Ocupacionais ainda em discussão. Leva também em consideração documentos da AIHA e os Limites de Exposição Ocupacional TLV® da ACGIH®.
I – Virando a Chave
Mudanças dos requisitos da NR-9.
Como fica o PPRA – Programa para Prevenção de Riscos Ambientais? Não é mais necessário?
Visão geral dos requisitos anteriores da NR-9, requisitos legais e a prática do PPRA na maioria das empresas. Principais problemas relativos ao PPRA.
O novo requisito para implementação de um GRO – Gerenciamento de Riscos Ocupacionais.
O que é e o que deve conter?
Requisitos para um bom Inventário de Riscos Ambientais.
A importância de se estabelecer critérios para tomada de decisão e incorporar este critério no Inventário de Riscos.
II – Três Etapas e 12 Passos para construção de um Inventários de Riscos
Onde está o Perigo?
O perigo está no processo. Conceitos de processos para identificação de situações de perigo e fontes de riscos ocupacionais.
Onde está o Risco?
O risco está nas atividades desenvolvidas pelo trabalhador. Técnicas para reconhecimento de atividades de risco, com base nos diversos tipos de energia ou materiais presentes no processo.
Qual é a exposição?
A Exposição é a relação entre os perigos inerentes aos processos e a os riscos gerados pelas atividades realizadas pelo trabalhador. A avaliação da exposição é uma das partes mais difíceis no trabalho de um higienista ocupacional. Para facilitar esse trabalho são estabelecidos os Grupos de Exposições Similares. Como definir um Grupo que tenham realmente exposições similares para facilitar a avaliação da exposição e para registros no e-social? Definições de Cargo/Função/Tarefas e Atividades.
III – Fatores de Riscos
Diferentes situações e fatores de riscos que podem estar presentes.
Julgamento Profissional. Como se estabelece e se desenvolve essa percepção de riscos, independente de avaliações quantitativas.
A diferença entre medições e avaliações quantitativas.
Critérios para graduação dos riscos ambientais.
IV – Como estabelecer um bom plano de controle de riscos ambientais?
Avaliação de possíveis controles existentes em local de trabalho. O que é probabilidade de falha em sistemas de controle. Como quantificar?
Como avaliar e graduar a severidade de um possível dano à saúde do trabalhador, com base em informações colocadas no Inventário de Riscos. Quais possíveis controles podem ser implantados para monitorização da saúde do trabalhador e qual é a probabilidade de falhas nesses controles.
A importância dos Programas – PCA; Programa de Gerenciamento de Produtos Químicos; Programa para Avaliação da Exposição a Agentes Químicos; Programa para Controle de Sistemas de Ventilação Industrial; PPR; etc. Como esses Programas interferem na gradação dos Riscos e da Severidade dos danos?

Objetivo

Mostrar o que muda com a alteração da NR-09.
Método para identificação e reconhecimento de Riscos Ambientais. Criação de Grupos de Exposições Similares a partir da avaliação qualitativa, com base nos processos e atividades realizadas.
Uso de um modelo de inventário de Riscos que contempla caracterização de processos, ambientes, funções e atividades; critérios para tomada de decisões; avaliação qualitativa, semi-quantitativa e quantitativa de riscos de exposição.
Sugerir um processo para construção do Inventário , com participação dos trabalhadores, e que contempla: identificação de riscos e gradação da severidade e probabilidade do dano

* Tempo total de videoaula: 5h43m04s.
Recomendamos que reserve em média 2 horas para a leitura da apostila.
Caso deseje rever algum módulo, não se preocupe. Ao concluir o último módulo do curso e gerar o certificado, você terá mais 7 dias corridos com todos os módulos liberados.

Sobre Marcos Domingos e Osny Ferreira de Camargo

Marcos Domingos da Silva:
Mestre em higiene ocupacional pela Colorado State University (Colorado – EUA), formado em tecnologia mecânica pela UNESP – FATEC – Faculdade de Tecnologia de S. Paulo, tecnologista sênior da Fundacentro (Ministério do Trabalho) de 1975 a 2011, presidente da ABHO -Associação Brasileira de Higienistas Ocupacionais, em dois mandatos (2003-06 e 2006-09), presidente do IAC – International Affairs Committee da AIHA – American Industrial Hygiene Association (2009-10), professor do Curso de Difusão em Tecnologia Nuclear Básica – CTMSP promovido pela Marinha do Brasil, ex-professor do PECE – Programa de Educação Continuada em Engenharia da USP – Universidade de S. Paulo, membro da equipe que redigiu a NR 15, em 1978, conferencista e autor de vários artigos técnicos na área de higiene ocupacional. Recebeu ao longo da sua carreira várias homenagens, tais como uma placa de reconhecimento de seu trabalho na Fundacentro, Comenda de Honra ao Mérito pela ANIMASEG, troféu de destaque em liderança outorgado pela AIHA, etc. Atualmente atua com consultor sênior da Doulos Ambiental S/S Ltda., empresa especializada em higiene ocupacional, que desenvolve estudos e programas educacionais para várias organizações, tais como: Petrobras Distribuidora, Votorantim Metais, Goiasa, Braskem, Indústrias Klabin, Sindicom, WestRock, Mahle, etc. Faz parte do Conselho Editorial da Revista Proteção. Instrutor de treinamentos oferecidos “in company” para várias organizações, tais como: SGS Academy, Vale Fertilizantes, AES São Paulo, Votorantim Metais, WFacciolli, TopSeg, Klabin, além de eventos públicos organizados pela Proteção Eventos. Acumula 45 anos de experiência nos estudos dos riscos ambientais.

Osny Ferreira de Camargo:
Engenheiro químico UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho – UNICAMP; Mestre em Engenharia no Programa de Engenharia Mineral da USP - Universidade de São Paulo; Higienista Ocupacional Certificado - HOC pela ABHO - Associação Brasileira de Higienistas Ocupacionais; Membro fundador e ex-Presidente da ABHO; Membro Internacional da AIHA - American Industrial Hygiene Association. Trabalhou por 10 anos na CETESB, na área de fiscalização e controle de poluição preventivo e corretivo; e na 3M do Brasil , durante 20 anos como Especialista em Serviços Técnicos para a divisão de Produtos para Saúde Ocupacional e Segurança Ambiental e 8 anos como Gerente de EHS - Segurança, Saúde e Meio Ambiente.

Cursos incluídos nessa oferta

1
Virando a Chave do PPRA para o GRO – Uma Visão da Higiene Ocupacional - Osny Ferreira de Camargo
2
Higiene Ocupacional – Agentes Químicos - Marcos Domingos